O Secretário-Geral da Renamo, André Magibiri, afirma que é da responsabilidade do Estado recuperar as armas de fogo nas mãos dos guerrilheiros que supostamente desertaram do seu partido.

André Magibiri, desmentiu ainda as informações que dão conta que o brigadeiro Josefa de Sousa, teria sido abatido a mando de Ossufo Momade e prometeu que o mesmo será apresentado a público nos próximos.

Magibire fazia este pronunciamento quando questionado sobre as armas que estão em poder dos guerrilheiros que acusam Ossufo Momade de protagonizar assassinatos dos comandos próximos do antigo líder Afonso Dhlakama.

Aquando da realização do sexto congresso que elegeu Ossufo Momade, como presidente desta formação política, o brigadeiro Josefa de Sousa, teria advertido o actual presidente a primar pela coesão e seguir na íntegra os entendimentos alcançados entre Afonso Dhlakama e o Presidente da República Filipe Nyusi. Vamos recordar o momento.

Magibire nega a exclusão dos guerrilheiros no processo de desarmamento, desmobilização e integração dos homens armados da Renamo.

Folha de Maputo