Em nova entrevista a partir da prisão, onde cumpre pena, há um ano, por corrupção, Lula da Silva classificou o actual presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, como “um doente que pensa que todos os problemas do Brasil se resolvem com armas”.

“Ele defende barbaramente um estado armado, um estado policialesco. Ele acaba de autorizar proprietários de terra a andarem armados e atirarem em quem quiserem. Ele é um doente. Acha que os problemas do Brasil se resolvem com armas, mas os problemas do Brasil resolvem-se com livros, com escolas” afirmou Lula à BBC World News, referindo-se aos decretos de Bolsonaro que autorizam cada brasileiro a ter até quatro armas em casa e donos de terras a atirar em invasores.

A entrevista foi dada ainda antes da publicação, na quarta-feira, do novo decreto que autoriza milhões de pessoas a andarem armadas nas ruas.

CM