A sentença do segundo processo-crime relacionado com os ataques armados na província de Cabo Delgado foi adiada alegadamente porque ainda está em produção, confirmou uma fonte do Tribunal Judicial da Província de Cabo Delgado ao jornal O País, sem avançar detalhes sobre o caso.

Com 34 arguidos, o processo-crime em alusão é o segundo relacionado com os ataques armados, julgados pelo Tribunal Judicial da Província de Cabo Delgado.

No primeiro processo, cuja sentença foi lida a 24 de Abril, dos 189 arguidos, 10 foram condenados a 40 anos de prisão, e os restantes absolvidos.

Desde Outubro de 2017, mais de 150 pessoas foram mortas, centenas deslalojadas e mais de 500 casas queimadas devido a ataques de insurgentes que as populações locais ligam a radicais islâmicos.

VOA