Os jogadores do Baia de Pemba FC, clube que esta época ascendeu ao Moçambola pela primeira vez, estão em “pé de guerra” com a direção do clube. Em causa está uma divida de 800 mil meticais referentes a 3 meses de salários em atraso.

Este caso, que ainda promete fazer correr muita tinta, foi tornado público, na terça feira, pelo capitão dos pembenses, Nazir Ayuba, que diz tudo ter feito para que os seus companheiros continuassem a treinar, mas que já não consegue mais segurar a onda de descontentamento. Nazir avança que se os salários não forem pagos ainda esta semana, os jogadores deixarão de treinar até que a situação seja resolvida.

Além de não pagar os salários, sabe-se que o Baía de Pemba está a enfrentar dificuldades para concluir as obras do Estádio Municipal de Pemba, bem como ainda não pagou a inscrição de 250 mil meticais, referente a inscrição da equipa na maior prova do futebol moçambicano.

A Bola