Uma mulher de 32 anos morreu após participar de uma maratona sexual na cidade de Cali, na Colômbia. Ela sofreu uma parada cardíaca depois de cinco horas de sexo intenso e sem interrupção. O caso aconteceu na última segunda-feira (18).

A vítima, identificada apenas pelo apelido de “A Fera”, passou mal durante o acto. O parceiro dela chegou a chamar o serviço de emergência, porém, o socorro demorou. Ele decidiu levá-la ao hospital no próprio carro, mas a mulher chegou no local sem vida.

De acordo com o jornal colombiano El Periodico, A Fera e o parceiro usaram drogas para prolongar a relação sexual. O homem foi levado à delegacia para prestar esclarecimentos sobre o caso.

Aos investigadores, o homem confirmou o sexo intenso e duradouro. Afirmou que depois de cinco horas ela teve convulsões e sofreu a parada cardíaca.

A polícia agora quer saber se a mulher fazia uso constante de drogas, e se as substâncias consumidas por ela foram as responsáveis pela morte. O homem foi liberado após o depoimento.

Metrópoles