O antigo Ministro das Finanças, Manuel Chang, foi detido, este sábado (29), no Aeroporto Internacional de Joanesburgo, na África do Sul.

Segundo o site “Carta de Moçambique”, Manuel Chang, um dos nomes envolvidos no caso das dívidas ocultas em Moçambique, vai ser extraditado para os Estados Unidos da América. O ex-ministro das Finanças é acusado de fraude e lavagem de dinheiro e que pode correr o risco de ser condenado a uma pena cumulativa de 45 anos de prisão.

Ainda segundo a “Carta de Moçambique”, há outros moçambicanos na mira do FBI que, à semelhança de Manuel Chang, são suspeitos de ter ligações a uma pequena entidade financeira, que opera em Maputo, e que está envolvida em crimes fraudulentos.

Manuel Chang era o ministro das Finanças do Governo do Presidente Armando Guebuza, durante o qual foram contraídos os empréstimos duvidosos.

DW