A Polícia da República de Moçambique (PRM), capturou cinco jovens indiciados de vender exames de Português e Geografia da 10ª Classe.

Segundo noticiou a Televisão Miramar, o esquema que também envolve um professor foi desmontado logo depois de uma aluna ter sido surpreendida a transcrever as respostas ao exame.

A aluna que reprovou duas cadeiras na primeira época, decidiu arranjar um way, a palavra mais comum na fraude académica nas escolas. Neste caso caminho para fraude.

O namorado da aluna, licenciado em Engenharia e amiga deste também estão envolvidos no esquema.

A facilitadora contou que recebeu os exames de um professor amigo da família. A polícia já capturou o professor e o guarda, de uma escola na Matola, mentores do esquema.

Folha de Maputo