Um morto, um ferido e 19 casas queimadas é o resultado de mais um ataque armado registado na noite de quarta-feira, na sede do Posto Administrativo de Mucojo, na província de Cabo Delgado.

A informação foi confirmada pelos sobreviventes que haviam abandonando temporariamente as suas residências.

Segundo testemunhas, o ataque armado começou por volta das 20 horas quando um grupo de oito homens, um dos quais com uma arma de fogo,  assaltou aldeia Nagulue, há cerca de 10 quilómetros da sede do Posto Administrativo de Mucojo, distrito de Macomia, no centro da província de Cabo Delgado.

De acordo com as fontes, os atacantes balearam mortalmente uma pessoa, que acabou ficando carbonizada, na sequência do incêndio da sua residência, provocado pelos malfeitores.

Nesta incursão, para além de ferir uma pessoa, o grupo incendiou cerca de 20 casas antes de abandonar a aldeia.

Este é o segundo ataque aramado registado em Cabo Delgado durante este mês. O primeiro ocorreu no Posto Administrativo de Pundanhar, distrito de Palma.

Contactada pela nossa reportagem nenhuma autoridade se quis pronunciar sobre o novo ataque.

Refira-se que Macomia é o distrito que mais ataques sofreu desde que os grupos armados começaram a protagonizar actos de terror, em Outubro de 2017.

O País