Iniciou hoje, no Tribunal Judicial de Cabo Delgado, o julgamento de 189 cidadãos, acusados de fazer parte do grupo de insurgentes que há um ano, protagonizam ataques a algumas aldeias de distritos daquela província nortenha do país.

De acordo com informações de fontes oficiais da Procuradoria Provincial de Cabo Delgado, o julgamento terá lugar numa sala improvisada na Penitenciária semi-aberta de Mieze, no distrito de Mituge, em Pemba, “devido ao elevado número de arguidos indiciados”.

De entre os arguidos constam 50 cidadãos de nacionalidade tanzaniana.

O País