As novas taxas para emissão da carta de condução e de outros serviços prestados pelo Instituto Nacional dos Transportes Terrestres (INATTER) entram em vigor a 5 de Novembro, anunciou a instituição.

Num comunicado divulgado na última quinta-feira, o INATTER indica que a tabela será implementada uma vez concluída a parametrização do sistema no concernente à actualização das taxas e adequação dos aspectos administrativos inerentes à cobrança.

Os custos dos serviços prestados por aquela instituição foram actualizados através do Diploma Ministerial n.º 82/2018, de 5 de Setembro.

A entrada em vigor da nova tabela foi confirmada ao por Vasco Tovela, porta-voz da instituição, citado pelo Jornal Notícias.

Ao abrigo da nova tabela, a atribuição de matrículas para automóveis ligeiros e pesados passa custar 2980 e 3900 meticais, respectivamente, enquanto para reboques e semi-reboques a taxa foi fixada em 1985 meticais, e 1050 meticais aplicáveis aos tractores agrícolas.

O valor da emissão ou substituição do livrete foi actualizada para 1850 meticais, enquanto o duplicado deste documento passa a custar 1550 meticais.

A taxa para o exame de condutores de automóveis ligeiros e pesados, motociclos, tractores, bem como para a obtenção de carta profissional ou averbamento de serviços públicos foi fixada em 2185 meticais.

Folha de Maputo