Três grupos de malfeitores indiciados na prática de diferentes crimes caíram nas malhas da polícia da República de Moçambique em Nampula. Alguns confessam o crime enquanto outros negam a sua participação nos actos de que são indiciados.

O primeiro grupo é indiciado de assalto  na via pública em residências  e estabelecimentos comerciais. O segundo, assassinato a um  seu membro familiar e o terceiro composto por agentes de uma empresa de segurança privada confiada no transporte de valores, de desvio um milhão e duzentos mil meticais.

De entre os detidos, há quem assume o seu envolvimento nos crimes enquanto outros negam a sua participação nos casos de que são indiciados.

Contudo, na posse dos detidos, para além dos valores monetários a polícia recuperou na posse do segundo grupo duas viaturas e diferentes chapas de inscrição usadas para despistar os agentes reguladores de trânsito do SERNIC.

O País