O Sector do Trabalho, Emprego e Segurança Social suspendeu, no primeiro trimestre deste ano, mais de cinquenta trabalhadores estrangeiros, na sua maioria chineses.

Em causa está o atropelo da legislação atinente a contratação da mão-de-obra estrangeira, sobretudo pelas empresas estrangeiras.

O Director do Trabalho, Emprego e Segurança Social, na Cidade de Maputo, Jafar Buana, assegurou que o sector não vai tolerar atropelos a legislação laboral com a justificação de alegado fraco domínio.

O sector de trabalho chama, também, atenção aos empregadores para evitarem recorrer a intermediários para a facilitação de documentos de contratação de estrangeiros.

RM