Um tribunal do Cairo condenou oito pessoas à morte pelo ataque a uma esquadra da capital do Egipto no verão de 2013, em que morreram três polícias.

Ao todo, 50 pessoas foram julgadas pelo ataque à esquadra de Helwane, no sul do Cairo. Oito foram condenadas à morte e as restantes a pena de prisão perpétua.

No verão de 2013, violentos confrontos opuseram as forças de segurança e os partidários do presidente islamita deposto pelo exército, Mohamed Morsi.

O tribunal considerou que os acusados se barricaram atrás de um muro e dispararam contra “a polícia e civis presentes na esquadra“, além de incendiarem o edifício e várias viaturas da polícia e de particulares.

Quarenta e cinco dos acusados foram condenados ao pagamento dos danos causados.

A sentença é passível de recurso.

DN

Advertisements

COMENTE PELO FACEBOOK