A Independência de Zimbabwe partiu da ajuda pela união dos irmãos moçambicanos dai que todos religiosos devem continuar a dar o seu máximo para que Moçambique viva uma paz efectiva.

Não adianta cantarmos da paz sem união dos Países tendo em consideração de que um pouco de tudo que se usa e consome-se naquele nosso País, sai de Moçambique mesmo ate viaturas também adquirir-se algumas, neste belo território Moçambicano.

Preocupa a todos Zimbabueanos quando acompanham que alguns quererem dividir o País pela governação a força de algumas províncias, tendo em conta que a preservação da Paz em Moçambique não defere com a de Zimbabwe.

Estas palavras foram proferidas por alguns músicos Zimbabueanos e moçambicanos pela comemoração do 41º aniversário da independência de Moçambique, que foram convidados a abrilhantar a festa na província de Manica, que tive a participação destes, acompanhados da ministra do estado de Manica ou do Zimbabwe.

Blessing Shumba e Alexandre, pediram a valorização dos heróis que perderam suas vidas para a libertação destes dois Países vizinhos e daqueles que também vivem pela sua entrega para o bem de todos. Precisamos de amar, perdoar e sempre conversar com os que estão a planificar nos fazer mal, mesmo sem eles quererem devem ser acarinhados para deixarem de pensar desta maneira errada.

Blessing Shumba e Alexandre, citaram o livro de salmos 1 versam 33 que diz que o bem e o mal deve-se confiar em Deus que tudo faz para que haja e a paz deve começar nas nossas casas até no serviço devemos perdoar e dialogar do fundo do coração o que chama maior atenção ao líder da Renamo, para mudar de atitude e deixar de atacar os civis o que criar medo na circulação dos populares.

Refira-se que nas comemorações do 41º aniversário da independência de Moçambique na província de Manica, houve actuação de alguns músicos deste Pais e do Zimbabwe, que retratavam da valorização e homenagem aos heróis destes dois Países na presença do Governo de Manica, presenciado pelos Ministros de Mar Aguas Interiores e Pesca, da Educação e Desenvolvimento Humano e Ministra do Zimbabwe.

Abrahamo Cufa Mapuca