Um jovem de 30 anos de idade, está a contas com a polícia em Maputo, acusado de violar até a morte sua própria namorada, no bairro do Albazine.

Um jovem identificado pelo nome de Arone Tivane, de 30 anos de idade, e mais três amigos, do bairro de Albazine, na cidade de Maputo, estão desde sábado, a contas com a polícia, indiciado de abusar sexualmente sua namorada de 23 anos de idade até a morte. Avançou a Miramar.

O suposto criminoso, contou a polícia que ele e namorada combinaram de passar a noite juntos, mas depois a jovem mudou de ideias devido ao cansaço do dia de trabalho, visto que era servente numa das barracas da cidade de Maputo.

Feito o plano para aquele dia, o indiciado foi buscar a jovem no seu local de trabalho e quando caminhavam e planeavam a noite que passariam juntos, ele apercebeu-se que esta já não estava disposta a ter relações sexuais. Longe de procurar argumentos para convencer a jovem optou por dar rasteiras a moça na rua, despir-lhe e, em seguida, apertar seu pescoço para obrigá-la a consentir o acto.

O indiciado contou que depois de derrubar a rapariga na rua penetro-a “da primeira vez apertei-lhe o pescoço” mas depois quis manter relações sexuais com ela pela segunda vez, “Ela me disse Aron isso que você esta fazer não se faz, não te merece isso”, tentou escapar não conseguiu, e começou a gritar a pedir socorro, “foi daí que lhe apertei o pescoço de novo até que ela morreu”. Disse o jovem atribuindo a culpa ao álcool

Ainda de acordo com a polícia, depois do acto macabro, o homem ainda jogou areia nos órgãos genitais da malograda.