Numa reflexão sobre o grande evento dos casamentos na sociedade actual, a nossa equipe de reportagem foi até as ruas da cidade de Maputo, procurando saber das jovens em idade para se casar, o que pesam a respeito.

A lenda se confirma, “casamento é o sonho de toda mulher”, umas com urgência e outras nem tanto, mas todas almejam num futuro breve casar-se.

Se antes o lobolo era um negócio de familiares, o cenário agora é outro, são elas que insistem por um casamento, mas atenção não é um casamento qualquer, um “bom casamento”. Aquele em que a menina sai da casa de seus pais, para seu lar, para viver em condições melhores ou equivalentes a que tinha antes.

aliancas

Questionadas sobre o perfil do príncipe, a preferência por homens bonitos, ricos e ascendentes a empresário, é quase absoluta, até entre as meninas mais humildes ou românticas, em que o dinheiro está em terceiro plano, pois buscam o amor e lar feliz, o desejo de casar-se com homens bonitos é claramente detectada.

Curiosa não pude evitar, perguntei: se for “feio” e tiver dinheiro?

Para responder a esta questão as nossas entrevistadas, socorreram-se da famosa pesquisa divulgada recentemente segundo a qual, um homem está para dez mulheres e admitiram, a beleza é o preferencial de toda mulher, mas não é uma condição fundamental, até porque ela é relativa, mas se tiver os outros atributos e tiver bom gosto pode ficar lindo “e se não tiver bom eu posso ajudar”, afirmam as mais atrevidas.

E se for bonito e não tiver dinheiro?

Entre olhares cúmplices e cochichos as meninas responderam, que as mulheres gostam de ter em sua companhia amigos, namorados e maridos bonitos e bem apresentados, pois isso lhe confere um certo charme. Mas e se ele não tiver dinheiro? voltamos a insistir. E a resposta “ah se não tem dinheiro tem que valer muito a pena mesmo”, disse uma das entrevistadas, e ser bem-educado, carinhoso e atencioso acrescentou a outra.

Abordadas sobre o amor, a resposta entre as meninas é unânime, o amor constrói-se dizem elas, “achas o que os nossos pais casaram apaixonados ou que depois de tanto tempo não gostam um do outro?” indagou uma das entrevistadas.

“Príncipes encantados foram extintos, não existem mais homens fies” respondeu um as pessoas.

Outra preferiu explicar “não é porque estou apaixonada ou a sair com alguém que vou aceitar me casar sem que ele tenha condições, não trabalha, não está na faculdade, nem ele, nem os pais tem dinheiro, desculpa mas, amor não enche barriga”.

A inspiração para este comportamento, vem da convivência com raparigas que segundo as nossas entrevistadas, casaram sem gostar muito dos seus maridos, mas hoje, com o passar do tempo são melhores amigos, estão sempre juntos tem filhos e são felizes. Embora algumas tenham tido má sorte, não conseguiram segurar o casamento, foi um bom negócio, pois tem casa própria, as vezes carro, bom emprego e amizades influentes. Por tanto “não saiu do casamento como entrou”, explica Marcela uma das entrevistadas.

Com podemos constatar a guerra agora é procurar alguém que goste de si, a respeite e queria fazer o casamento dar certo, o resto os dois aprenderam com o tempo. Mas atenção ao assédio que os homens bonitos e homens com dinheiro sofrem.

carregando...

COMENTE PELO FACEBOOK