Suspenso há um ano, o pastor David Moisés Magaia retornou às suas funções na Igreja Evangélica do Bom Pastor, no domingo (13).

A suspensão deveu-se à circulação de vídeos, em 2014, nos quais aparece masturbando-se.

O conselho pastoral da igreja readmitiu-o porque “mesmo depois de excomungado e destituído da posição continuou a participar regularmente nos cultos, mostrando uma atitude humilde e um sentido de arrependimento” cita o acórdão da decisão, acolhido com júbilo pelos crentes da igreja.

Durante a cerimónia, o presidente do seminário ecuménico, Ricardo Braga, referiu disse que o acto é uma lição de arrependimento e perdão, sendo necessário manter a honestidade e fé em Deus, para não andar em caminhos tortuosos.

Davide00007Magaia referiu que foi um período turbulento, no qual Deus testou a sua fé e não o abandonou. Falando à nossa reportagem, o readmitido clérigo mostrou-se feliz pelo retorno, pois “o conselho pastoral ouviu aquilo que Deus mais recomenda: a misericórdia, o amor e o perdão. Sinto-me mais reforçado na fé e sinto um carro 4×4 com muita bagagem que tem muita mercadoria e que precisa descarregar isso.

O pastor apela a todos para evitarem manter, nos dispositivos electrónicos, coisas que possam prejudicar a imagem, porque e difícil controla-los.