As cerca de 19 mil famílias desabrigadas e outra centena de pessoas que continuam refugiadas em árvores e tectos de casas devido as cheias, no distrito de Mocuba, província central da Zambézia, poderão receber apoio da Força de Defesa Nacional da África do Sul (SANDF), exército sul-africano.

Segundo uma nota da Rádio Moçambique, a SANDF enviará seus membros a Moçambique, com a missão de ajudar as autoridades locais nas operações de resgate nas áreas atingidas pelas cheias.

Esta decisão surge em resposta a um pedido endereçado ao Governo sul-africano pelo Governo de Moçambique, solicitando ajuda àquele país vizinho.

Segundo o capitão Jaco Theunissen, citado pela Agência de Informação de Moçambique (AIM), O apoio consistirá em dois helicópeteros de transporte médio Oryx, pessoal médico do Serviço Militar de Saúde da África do Sul (SAMHS) e mergulhadores da marinha de guerra.

Um avião da Força Aérea Sul-Africana do tipo C-130 com os membros da SANDF sobrevoou na última quarta-feira (14) as zonas afectadas, para avaliar a situação e apurar as necessidades exactas.

Refira-se que as chuvas persistentes nas regiões centro e norte de Moçambique levaram o governo moçambicano a decretar Alerta Vermelho Institucional, na segunda-feira última.