Uma nota publicada no Jornal Notícias faz saber que a empresa Electricidade de Moçambique (EDM) poderá investir mais de 600 milhões de dólares norte-americanos, dinheiro este já disponível, para a construção de uma segunda linha de transporte de energia eléctrica para as regiões Centro e Norte do país.

Segundo O Presidente do Conselho de Administração da EDM, Gildo Sibumbi, citado por aquele matutino, a linha terá uma extensão de 700 quilómetros e partirá da Subestação de Chimuara, passando por Nampula até Nacala.

O trabalho da selecção da empreitada que cuidará das obras decorre através de um concurso público lançado para o efeito. A nova linha terá a capacidade de 400Kvolts, contra a actual de 220, podendo contribuir de forma decisiva para a melhoria da estabilidade e fiabilidade da energia fornecida nas duas regiões depois da sua conclusão.

Uma das vantagens da construção desta segunda linha prende-se no facto de poder-se evitar, por exemplo, um corte ou um apagão quando estiver a decorrer algum trabalho de manutenção.