O Presidente norte-americano, Barack Obama, assegurou esta terça-feira que Ahmed Abu Khattala, suspeito do atentado perpetrado em 2012 contra o consulado norte-americano em Benghazi (Líbia) e foi capturado pelas forças norte-americanas, irá enfrentar todo o peso da justiça.

Obama, que confirmou ter autorizado a operação de captura do suspeito e afirmou que a detenção de Ahmed Abu Khattala é uma prova dos conscienciosos esforços dos militares, investigadores e dos funcionários dos serviços de informação norte-americanos.

Com esta operação, os Estados Unidos mostraram uma vez mais que estão dispostos a fazer tudo o que for necessário para que seja feita justiça sempre que um americano é atingido, acrescentou o chefe de Estado norte-americano.

Khattala, presumível líder do grupo ultra conservador muçulmano Ansar al-Shariah, foi capturado no domingo na região leste do território líbio, durante uma operação que envolveu as forças especiais norte-americanas e elementos da polícia federal dos Estados Unidos (FBI).