O Conselho de Ministros aprovou esta terça-feira os novos salários mínimos. O sector das pescas é o que menos beneficiou dos reajustes do Governo. Chamado “sector dois”, o sector das pescas compreende os subsectores da pesca semi-industrial e da pesca do kapenta teve o mais baixo aumento. O subsector da pesca do kapenta (o mais baixo) teve um reajuste de 8%, um aumento de 202 meticais, fixando-se o salário em 2.857 meticais. O outro subsector teve uma subida de 11.1%, correspondente a um incremento de 317 meticais, fixando-se o salário mínimo em 3.167 meticais.

Eis a seguir os sectores e os respectivos aumentos fixados ontem pelo Governo.

Agricultura, caça e silvicultura

Este é o chamado “primeiro sector”. Beneficiou dum amento de apenas 510 meticais, passando dos anteriores 2.500 meticais para 3.010. Em termos percentuais, é o sector que mais subiu, com 20,4%, mas, ainda assim, em termos práticos os seus beneficiários continuam a ganhar pouco.

Extracção mineira

Este é o chamado “sector três.” Compreende três subsectores. O subsector das grandes empresas teve um aumento de 15%, o que representa um incremento de 697,65 meticais, passando o salário mínimo a ser 5.350 meticais.
Pedreiras e areeiros: teve um aumento de 11%, um incremento de 428 meticais. O salário mínimo passou para 4.316 meticais.
O subsector das salinas teve um reajuste de 3.15%, o que representa um incremento de 122,47 meticais. Aqui o salário mínimo passou para 4.010 meticais.

Sector da indústria transformadora

Tem dois subsectores. Para a indústria no seu todo, foi estabelecido um aumento salarial na ordem de 11,57%, o correspondente a 456,50 meticais. O salário mínimo passou para 4.400 meticais.
A indústria de panificação teve um reajuste de 9,38%, mais 300 meticais. O salário mínimo é de 3.495 meticais.

Produção e distribuição de electricidade e água

Um sector com dois subsectores. O sector das grandes empresas teve um reajuste de 16.1%, mais 661 meticais, subindo o salário mínimo para 4.768 meticais.
Pequenas empresas: reajuste de 9,1 %, mais 373 meticais. O salário mínimo é 4.480 meticais.

Construção civil

Este sector teve um reajuste na ordem dos 13,13%, mais 458,89 meticais. O salário mínimo passou para 3.953 meticais.

Serviços não financeiros

A percentagem de reajustamento foi de 10,5%, mais 402 meticais. O salário mínimo foi fixado em 4.228 meticais

Serviços financeiros

Este sector divide-se em dois subsectores: bancos e seguradoras; e microfinanças, microseguros e outras actividades auxiliares. Para o primeiro subsector foi estabelecida a subida de 9, 50%, mais 647,68 meticais. Para este subsector o salário mínimo é de 7.465 meticais. O segundo subsector teve um reajustamento na ordem de 6,21%, mais 423, 68 meticais. O salário mínimo é de 7.241 meticais.

Administração pública, defesa e segurança

Para este sector foi fixada uma subida de 8%, mais 240 meticais. O salário mínimo passou para 3.240 meticais.