Um trabalhador de uma empresa de transporte da cidade de Bancalari, na província de Buenos Aires, assassinou os dois donos da companhia e um companheiro, tentou incendiar os escritórios e depois se suicidou com sua pistola.
Argentino mata seus dois chefes e depois se suicida
O facto aconteceu nas dependências da empresa de transporte de maquinarias Bancoy, onde o trabalhador, cuja identidade não foi confirmada, entrou com uma arma de fogo para exigir dinheiro de seus chefes, Marcelo e Gabriel Bascoy.

Fontes policiais citadas pela agência oficial “Télam” indicaram que o agressor discutiu com os donos da empresa e, em seguida, disparou contra eles, que morreram na hora.

Depois abriu fogo contra um empregado do sector administrativo, quem também faleceu.
E por fim, o agressor tentou atear fogo nos artigos do escritório e se matou com um tiro.