Destaque Colisão de helicópteros militares na Malásia causa a morte de dez tripulantes

Colisão de helicópteros militares na Malásia causa a morte de dez tripulantes

Receba atualizações de trabalhos do MMO Emprego

Siga o nosso canal do Whatsapp para receber atualizações diárias anúncios de vagas.

Clique aqui para seguir

Dez tripulantes de dois helicópteros militares perderam a vida na sequência de uma colisão que resultou na queda das aeronaves no oeste da Malásia, conforme relatado pela Marinha local.

O trágico acidente ocorreu durante os ensaios para as comemorações do 90.º aniversário da Marinha, programadas para maio. Por volta das 09:32, os dois helicópteros envolvidos na preparação para o evento colidiram, de acordo com um comunicado oficial divulgado pela Marinha.

Vídeos divulgados nas redes sociais mostram sete helicópteros voando em formação a baixa altitude sobre o estádio da base naval de Lumut, localizado no estado de Perak, no oeste da Malásia.

Durante uma manobra em que dois helicópteros se separaram da formação principal e viraram à direita, ocorreu a colisão. O impacto provocou a perda de controlo das aeronaves, levando-as a despenhar-se.

A Marinha confirmou que todas as vítimas foram declaradas mortas no local do acidente, e os corpos foram enviados para um hospital para identificação.

O helicóptero AW139, fabricado pela AgustaWestland, uma subsidiária da empresa italiana de defesa Leonardo, transportava sete tripulantes, enquanto o helicóptero Fennec, produzido pelo conglomerado multinacional europeu de defesa Airbus, transportava três tripulantes.

Relatos da imprensa local indicam que o AW139 caiu no complexo desportivo da base naval, enquanto o Fennec atingiu uma piscina próxima.

O primeiro-ministro da Malásia, Anwar Ibrahim, expressou luto nacional pela “tragédia devastadora” nas redes sociais, enquanto a Marinha anunciou que uma investigação será iniciada para apurar as causas do acidente.