Destaque Autoridades suspeitam de alastramento do terrorismo para Nampula

Autoridades suspeitam de alastramento do terrorismo para Nampula

As autoridades nacionais suspeitam que os mesmos grupos armados que aterrorizam Cabo Delgado podem ter atacado aldeia Kútua a sul do rio Lúrio, situada na vizinha província de Nampula, na sexta-feira.

“Há a possibilidade de ser um ataque terrorista protagonizado por esse grupo de indivíduos que estão na província de Cabo Delgado”, disse Zacarias Nacute, porta-voz provincial da polícia em Nampula em declarações a Lusa.

Em causa está um ataque à aldeia de Kútua com um modo de atuação semelhante. “Eles queimaram o hospital, uma escola, três barracas [de venda de produtos], casas e igrejas”, disse o régulo da localidade, que fica na fronteira com Cabo Delgado.

Ninguém sabe ao certo quem fez o ataque, mas dezenas de pessoas fugiram para a vila sede de distrito, Namapa, dizem as autoridades locais, segundo as quais não houve vítimas mortais nem feridos. “As nossas forças estão a trabalhar no sentido de podermos controlar a situação”, disse Manuel Manusso, administrador do distrito de Érati, num encontro com a população.

Aquele responsável pediu que os residentes aumentem a vigilância e que comuniquem às autoridades sobre a presença de pessoas estranhas. “O Governo está a trabalhar no sentido de vocês regressarem às vossas casas dentro de poucos dias. Nós estamos a vir de lá [do distrito atacado] e isso significa que é possível chegar à zona”, disse, no encontro.