Destaque RENAMO está preocupada com coligação Afonso Dhlakama

RENAMO está preocupada com coligação Afonso Dhlakama

A criação de uma coligação que ostenta o nome do antigo líder do partido, Afonso Dhlakama, continua a preocupar a RENAMO. Na comunicação com os membros desta formação política em Pemba, André Magibire exortou a que ninguém aceite o que apelidou de “brincadeiras de mau gosto”.

“Não se baralhem. A RENAMO é una e indivisível. O presidente é Ossufo Momade. Não estamos a dizer que os outros partidos não podem fazer política, podem fazer sim senhor, mas usem os seus nomes, as suas bandeiras. Mas acham que se alguém tivesse criado a coligação eleitoral “Samora Machel” no notário iam aprovar? Ou coligação eleitoral “Eduardo Mondlane” iam aprovar? Mas porque é que aprovaram quando se diz Afonso Dhlakama?”, questionou o número dois da “perdiz”.

Segundo Magibire, a pretensão é dividir e fragilizar a RENAMO nos pleitos eleitorais.

“Sabem porquê? É para tentar dividir-nos. Estão a perceber, não é? Vai-se na mesa de votação e tem partido RENAMO de um lado a concorrer e, do outro lado, a coligação Afonso Dhlakama. Não acham que isso vai baralhar as pessoas?”.

Artigo anteriorAcidente na Manhiça provoca um morto e 11 feridos graves
Próximo artigoCom vista a reforçar a segurança, Governo planeia reordenamento urbano para Mocímboa da Praia