Início Destaque Homem matou a família com medo de ser preso após falsificar certificado...

Homem matou a família com medo de ser preso após falsificar certificado de vacina

Um professor alemão de 40 anos teria matado a esposa e seus três filhos de 4, 8 e 10 anos por “temer” perder a guarda das crianças e ser preso por ter falsificado o certificado de vacinação contra a Covid-19.

O caso chocante aconteceu no último sábado (04), quando vizinhos chamaram a polícia de Königs Wusterhausen, no estado de Brandemburgo, após ouvirem tiros na residência. Ao chegarem no local, os agentes encontraram toda a família morta.

Ainda no mesmo dia, as autoridades emitiram uma nota oficial informando que as vítimas tinham marcas de esfaqueamento e tiros, mas que não havia sinais de que a casa teria sido invadida. No entanto, horas depois, retificaram a informação e disseram que todos foram mortos por arma de fogo.

Nesta terça, a agência de notícias DPA publicou uma declaração do promotor público Gernot Bantleon em que ele informa que a polícia encontrou uma carta, assinada pelo homem, assumindo os múltiplos homicídios e seu suicídio.

Segundo relatou Bantleon, o professor afirmou que o dono do local onde a esposa trabalha descobriu que ela falsificou o certificado de vacinação. Por isso, ele começou a temer que ele e a mulher fossem presos e perdessem a guarda dos filhos. Então, decidiu matar todos.

Os agentes encontraram um revólver na casa, mas ainda não tem os resultados da perícia para definir se essa foi a arma do crime.

FONTEISTOÉ
Artigo anteriorPapa Francisco criticou proposta de alteração do termo Natal para Festividades
Próximo artigoOMS garantiu que as vacinas actuais são eficazes contra variante Ómicron