Mais de sete mil moradores do bairro Zilinga, distrito de Boane, estão desde a madrugada de ontem (06) sem energia eléctrica devido à vandalização do posto de Transformação (PT) 843.

Os malfeitores escalaram a infra-estrutura cerca de 2:00 horas de hoje tendo retirados vários componentes do PT do bairro de Zilinga, com destaque para metais valiosos usados na produção de cabos condutores de corrente eléctrica, deixando tudo às escuras.

“Eram cerca de 2.00 quando os larápios cortaram os cabos de corrente eléctrica que saem do PT para alimentar a rede pública de baixa tensão”, disse um dos moradores agastado com a sitiação.

Posteriormente, rebentaram as braçadeiras que asseguram os cabos aos postes e foram descarna-los a uns metros do local onde está situado o PT, explicou.

Para sabotarem o sistema, os indivíduos, ainda a monte, cavaram e desenterraram parte dos cabos que a equipa da Electricidade de Moçambique (EDM) havia montado de modo a garantir segurança aos transeuntes e contra descargas atmosféricas.

Informada da ocorrência, a Polícia da República de Moçambique (PRM), ao nível da Esquadra de Beluluane, rapidamente fez-se ao local para averiguar o facto e levar os restolhos do material abandonado pelos malfeitores.

A PRM assegurou que tudo fará para encontrar os meliantes e responsabiliza-los pela sabotagem.

Igualmente, a EDM foi comunicada da ocorrência fez-se ao terreno para iniciar com os trabalhos de reposição dos danos causados à empresa e aos moradores do Zilinga.

À saída de Zilinga, a Polícia iniciou uma operação de “vasculha” pelas fabriquetas que se dedicam à compra de sucata e outras peças de origem diversa, com particular destaque para as da EDM, localizadas nos bairros de Malhampsene, Liberdade e Tsalala.