Todas as ligações rodoviárias com a cidade de Palma no norte de Moçambique encontram-se encerradas na sequência de um ataque de rebeldes contra duas viaturas que transportavam civis e bens dessa cidade para Mueda.

Os insurgentes, que dizem ser afiliados ao Estado Islâmico, emboscaram as viaturas perto de Pundanhar a cerca de 40 quilómetros de Palma.

Desconhece-se de momento o número de vitimas.

Por outro lado rebeldes que ocuparam a ilha de Vamisse destruíram infraestruturas da estância turística de luxo no local.

A ilha de Vamisse faz parte do arquipélago das Quirimbas composto por 32 ilhas ao longo da costa da província de Cabo Delgado desde Pemba à fronteira com a Tanzânia.

O acesso à ilha, também conhecida pelo nomes de Vamizi, estava vedado aos turistas desde Setembro do ano passado pelos proprietários da estância.

Os rebeldes chegaram à ilha em embarcações à vela semelhantes às usada por pescadores na passada Terça feira.

Os insurgentes têm estado a intensificar as suas actividades na província e há noticias contraditórias sobre a situação em Mocímboa da Praia ocupada há um mês pelos rebeldes, não se sabendo quem controla neste momento a cidade.