O Presidente do Costa do Sol, Jeremias da Costa, condiciona a participação do clube que dirige nas Afrotaças, com a existência de competições de nível interno.

“Nós não nos vamos aventurar em provas internacionais se não tivermos competição a nível nacional. Temos primeiro de resolver questões internas, como a de ver se o Moçambola dá o pontapé de saída por forma a que isso nos dê algum ritmo competitivo, alguma rodagem competitiva nas pernas dos nossos atletas. Minutos de jogo. Só depois disso é que vamos pensar em participar nas Afrotaças”, disse o presidente dos canarinhos em conversa com o Olho Clínico.

Segundo o Olho Clínico, Jeremias da Costa disse estar ciente das datas, de inscrição para o clube poder participar nas Afrotaças, mas afirma que “se os prazos chegarem ao limite sem nós entrarmos nas competições nacionais, claramente teremos de abdicar das provas internacionais”.

A primeira mão da primeira eliminatória das provas africanas de clubes está agendada para os dias 20 e 22 de Novembro, enquanto que a segunda mão terá lugar entre os dias 27 e 29 do mesmo mês.

Refira-se que é na qualidade de campeão nacional que o Costa do Sol participará nas Afrotaças, concretamente na fase de apuramento para a Liga dos Campões Africanos.