Cerca de mil duzentos toros de madeira cortada ilegalmente foram, apreendidos na Zambézia no quadro da operação Tranquilidade.

A operação foi promovida pela Agência nacional de qualidade ambiental. A medeira apreendida foi apresentadas este domingo á imprensa no povoado de Momed, distrito de Mopeia, pelo delegado provincial para o Controlo da qualidade ambiental na Zambézia.

Isac Jalilo disse que o estado perdeu mais de oitocentos mil meticais de taxas de exploração madeireira, o que corresponde a quatrocentos e e oitenta e dois metros cúbicos.

“ Este é ainda um processo que ainda vai decorrer nos próximos dias. Estamos a ter resultados positivos nesta operação. Quando as equipas chegaram lá, não encontraram nenhum furtivo ou dono da madeira cortada, neste caso” , disse.

Recentemente, segundo a fonte, foram apreendidos cinquenta metros cúbicos de toros de madeira cortada por furtivos, tendo sindo revertidos a favor do estado.