A Empresa Nacional de Hidrocarbonetos e seu parceiro da Indonésia vão realizar o primeiro furo de pesquisa de gás e petróleo no distrito de Buzi, na província de Sofala, até finais deste ano.

A informação foi avançada ontem (12)  pelo PCA do Instituto Nacional de Petróleos. A poucos dias do fecho do ano, o Instituto Nacional de Petróleos, INP, destaca os avanços alcançados nos projectos de Gás Natural Liquefeito na bacia do Rovuma, em Cabo Delgado, em particular no bloco da Área 1.

Sobre a auditoria forense aos custos de operação declarados pelas petrolíferas nas operações nas áreas 1 e 4 da bacia de Rovuma, por suspeitas de sonegação de impostos, o Presidente do Conselho de Administração do INP revelou esta quinta-feira à imprensa em Maputo, que o processo já foi concluído.

Das enormes reservas de hidrocabornetos no norte de Moçambique, Carlos Zacarias avançou que o distrito de Buzi, em Sofala, centro do país é a região que se segue, após uma primeira tentativa nos anos 60.

O sexto concurso internacional para prospecção e pesquisa de hidrocarbonetos em Moçambique está previsto para o primeiro semestre do próximo ano.

Com o início da produção de Gás Natural Liquefeito em 2022, no projecto Coral Sul, cuja construção da fábrica flutuante encontra-se a 60%, o regulador do sector de petróleo defende uso racional dos recursos naturais.

Folha de Maputo