Médicos mandaram menina para casa acreditando que tinha apenas uma dor de barriga. Brogan, agora com 11 anos, estava com meningite.

Brogan Partridge tem agora 11 anos e aos sete perdeu os dois pés, depois de os médicos lhe terem dado alta erradamente. Perante os sintomas, os clínicos acharam que a menina só tinha “um problema de dor de barriga”. Tinha, afinal, meningite.

A menina britânica estava de férias com os pais na Cornualha em 2016, quando começou a vomitar depois de um dia na praia, revela a imprensa internacional. “Ela não parecia a mesma. Passou a noite sem dormir a vomitar”, explicou a mãe Aimee Partridge. Perante a situação, os pais optaram por levá-la às urgências hospitalares, mas a menina acabou por ter alta porque os médicos acreditavam que se tratava apenas de uma indisposição.

Mais tarde, Brogan começou a desenvolver hematomas nas pernas e os pais a levaram-na de volta ao hospital. “Quando regressámos ao hospital, os médicos confirmaram os nossos piores receios”, acrescentou a mãe, revelando no entanto que a menina teve sorte porque “foi salva”.

Brogan teve inicialmente de amputar o pé esquerdo porque estava com uma septicemia – infeção generalizada que pode levar à morte. Mais tarde, a família foi informada de que a pequena teria de amputar também o pé direito.

Aimee quer que a história da filha possa servir de lição a outros pais porque esta é uma doença de rápida progressão. “Os pais devem tomar consciência dos sintomas desta condição potencialmente mortal”.

Notícias ao Minuto