Os restos mortais do ditador espanhol Francisco Franco do Vale dos Caído serão transladados na manhã desta quinta-feira, da Basílica do Vale dos Caídos, em Madrid, para o cemitério El Pardo-Mingorrubio, nos subúrbios da capital espanhola, anunciou esta segunda-feira o Governo espanhol.

No comunicado, citado por vários meios de comunicação social espanhóis, o Executivo do país vizinho adianta que a exumação, que acontecerá pelas 10h30, será realizada em condições “de dignidade e respeito” e contará com a presença de familiares do ditador e da ministra da Justiça em exercício, Dolores Delgado.

Franco ficará sepultado ao lado da sua mulher, Carmen Polo.

Desde o início do processo de exumação, o Governo espanhol defendeu que os restos mortais do ditador não poderiam continuar num mausoléu público que exaltaria sua figura, algo expressamente proibido pela Lei da Memória Histórica.

A decisão do Supremo Tribunal foi tomada a 30 de Setembro passado e encerrou, desta forma, o processo administrativo-contencioso instaurado pela família para tentar impedir a saída  dos restos mortais do ditador do Vale dos Caídos.

O parlamento espanhol aprovou, ainda em Setembro, a proposta do Governo socialista a autorizar a exumação dos restos mortais do ditador.

Francisco Franco Bahamonde foi um militar espanhol que integrou o golpe de Estado que, em 1936, marcou o início da Guerra Civil Espanhola, tendo exercido desde 1938 o lugar de chefe de Estado, até morrer em 1975, ano em que se iniciou a transição do país para um sistema democrático.

Notícias ao Minuto