O Ministério da Educação e Desenvolvimento Humano de Moçambique (MINEDH) anunciou em Maputo, a criação de uma “bolsa-empréstimo” que vai permitir que o Estado financie estudos sob condição de reembolso com os recursos a obter após a formação.

O Director do Instituto de Bolsas de Estudo (IBE) de Moçambique, Octávio de Jesus, disse à emissora pública Rádio Moçambique que a instituição vai pagar a formação de estudantes moçambicanos do ensino superior dentro e fora do país.

O custo da bolsa será depois devolvido através de parte do salário ou outro tipo de rendimentos que o beneficiário receba na sua actividade profissional.

A iniciativa irá privilegiar estudantes com carências financeiras, visando corresponder ao espírito de igualdade de oportunidades no acesso à educação.

Octávio de Jesus adiantou que os pormenores do programa vão ainda ser definidos pelo ministério, sendo que o actual Governo – da Frente de Libertação de Moçambique (Frelimo), no poder desde a independência do país em 1975 – está em final de mandato.

A medida é anunciada numa altura em que decorre a campanha para as eleições gerais, marcadas para 15 de Outubro.

Lusa