Os credores de parte das chamadas dívidas ocultas chegaram a acordo com o governo, sobre as modalidades da reestruturação da dívida.

De acordo com uma comunicação emitida pelo Ministério da Economia e Finanças, 99,5% dos detentores das notas da dívida pública, no valor de 726. 5 milhões de dólares aprovaram no dia 6 do mês em curso, o memorando de solicitação de consentimento sobre a reestruturação da dívida.

A proposta do governo estabelece o pagamento da dívida a uma taxa de 10,5 por cento com maturidade em 2023.

A aprovação dos credores foi feita por meio de uma Deliberação Escrita dos Obrigacionistas incluindo o Grupo Global de Obrigacionistas de Moçambique, que detêm aproximadamente 68 por cento das Notas Existentes.

Para se tornar vinculativo, o acordo devia ser assinado pelo 75% dos detentores do valor global da dívida, tendo sido superada em 20%.

O País