Carlos Mesquita exigiu que gestores dos Aeroportos de Moçambique sejam mais presentes nas infra-estruturas para garantir o melhor funcionamento das mesmas.

Num encontro que junta vários intervenientes do sector da aviação em Moçambique, o ministro dos Transportes e Comunicações desafiou os gestores da empresa pública Aeroportos de Moçambique a serem mais diligentes na gestão das infra-estruturas e fez questão de lembrar que um aeroporto é um cartão-de-visita de um país.

E porque o encontro visa analisar o desempenho da Aeroportos de Moçambique no primeiro semestre do ano, a dívida avaliada em 17 milhões de dólares que empresa tem com a banca não passou ao lado do discurso de Carlos Mesquita. O ministro exigiu melhor gestão da dívida.

O balanço financeiro da empresa durante o primeiro semestre deste ano só será conhecido esta sexta-feira, último dia do encontro.

O País