O Conselho Nacional do Movimento Democrático de Moçambique aprovou, no domingo, o seu manifesto eleitoral para as eleições gerais de Outubro.

Os membros do MDM, que estiveram reunidos durante o último fim-de-semana na cidade da Beira em III sessão ordinária do conselho Nacional, que tinha como objectivo central analisar vários documentos relativos a preparação das próximas eleições gerais, aprovaram o seu manifesto eleitoral que está assente em cinco pilares, nomeadamente: Preservar a paz e democracia; consolidar a coesão  nacional; desenvolvimento económico e criação de emprego; desenvolvimento das infra-estruturas e equilíbrio social; e reforçar a participação de Moçambique no contexto internacional.

Para Daviz Simango, presidente do MDM os cinco pontos do manifesto eleitoral irão contribuir para a vitória do partido em Outubro próximo.

Ainda sobre esta reunião o MDM diz que a mesma contribuiu para os militantes do partido perceberem os desafios que lhes esperam nos próximos tempos.

Daviz Simango terminou pedindo aos membros do MDM para se empenharem em acções visando por fim as injustiças e desigualdades sociais.

O País