Um agente de uma empresa de segurança privada, matou, em Chimoio, um cidadão de nacionalidade chinesa, proprietário do estabelecimento comercial onde prestava serviços.

O crime ocorreu por volta das 22 horas de quinta-feira, no interior do Yun Tong Comercial, estabelecimento localizado próximo à passagem de nível no Chimoio.

Uma testemunha conta que Yong Ehen teria sido morto por quem sempre confiou à sua segurança, citando o co-proprietário ainda em pânico, que igualmente estava com o finado na loja.

A morte de Yong Ehen deixou inconsoláveis os seus trabalhadores e a comunidade chinesa residente na capital de Manica.

O País