Nbambi Guebuza acaba de entrar na sala onde vai ser legalizada a detenção. E porque fugir da imprensa é, desde a chegada do arguido, um dos objectivos, os oficiais de justiça criaram um cordão de segurança para que a cara do filho do ex-Presidente da República não fosse captada.

Neste momento decorre a audição de legalização da detenção.

Ndambi Guebuza no Tribunal para legalização da detenção

Acaba de chegar ao Tribunal Judicial da Cidade de Maputo o filho do antigo estadista moçambicano, Armando Guebuza, detido, sábado, acusado de envolvimento no esquema de contratação das dívidas ocultas.

O arguido chegou ao Tribunal acompanhado por muitos seguranças e funcionários do Tribunal, que subiram apressadamente às escadas, logo que se aperceberam da aproximação da imprensa. Neste momento, Ndambi aguarda (conforme ilustra a imagem) pelo início da sessão de legalização da sua detenção.

Os guardas prisionais mandaram os jornalistas abandonarem o local, para que estes não se apercebam do momento da saída de Ndambi Guebuza.

Alexandre Chivale, advogado da família Guebuza, é quem vai defender Ndambi Guebuza.

Chivale vai acompanhar o interrogatório dirigido pelo juiz de instrução Criminal, Délio Portugal. Na sala estará ainda um representante do Ministério Público e um funcionário do Tribunal.

Recorde-se que sábado o juiz decretou prisão preventiva para sete dos oito moçambicanos já detidos por envolvimento no esquema de contratação das dívidas ocultas.

O País