Um cidadão foi detido ontem pela Polícia da República de Moçambique (PRM), indiciado de ter morto sua filha de apenas um ano de idade, na cidade de Tete.

A porta-voz da PRM em Tete, Lurdes Ferreira, confirmou à AIM a detenção do cidadão de 45 anos de idade, acusado de prática de homicídio voluntário.

“O indiciado estava a brigar com a esposa. Pegou num instrumento contundente e desferiu golpes à sua esposa, acabando por atingir também a criança, que perdeu a vida de imediato”, explicou Ferreira.

“Estamos a averiguar a situação para apurarmos se, de facto, não tinha a intenção de matar a criança, ou propositadamente desferiu golpe à vítima mortal, alegando que estava em briga com a sua esposa”, disse a porta-voz.

Segundo ela, este é o primeiro caso, este ano, em que a corporação detém um cidadão indiciado de ter morto sua filha, na província de Tete. “Foi graças à denúncia feita pela esposa à Polícia, porque o marido queria sonegar a morte da filha, segundo tinha dito à sua esposa para não fazer uso da informação, publicamente”, explicou.

“Pelo menos este é o primeiro caso que nos chegou. Não temos outro registo semelhante que tenha sido reportado oficialmente, por isso apelamos aos cidadãos para a denúncia de casos criminais”, afirmou a fonte.

Folha de Maputo