A PRM na província de Maputo desmantelou, na madrugada desta quarta-feira, uma fábrica clandestina que se dedicava à produção e comercialização de drogas diversas com destaque para cocaína. No local, foram apreendidas três quilogramas de cocaína.

Para além da droga apreendida, as operações da polícia culminaram com a detenção de três mulheres, com idades compreendidas entre 35 e 40, indiciadas de serem responsáveis pelas drogas e os vários materiais usados para a produção. Neste momento, as indiciadas estão encarceradas nas celas do comando provincial e aguardam pela legalização da sua prisão.

Manhiça disse que a detenção destas três mulheres foi possível graças a uma investigação levada a cabo pela corporação para o desmantelamento daquela fonte de drogas. Entretanto, nenhuma das indiciadas assume a responsabilidade pela posse da droga.

O porta-voz da polícia garantiu à nossa reportagem que as investigações prosseguem com vista a neutralização dos restantes membros da quadrilha que se dedica a produção e comercialização de drogas.

O País