Uma mulher está a ser investigada pelo homicídio do filho de oito meses, depois de alegadamente lhe ter dado vodka a beber, por forma a conseguir que o bebé dormisse, na região de Belgorod Oblast, na Rússia.

Nadezhda Yarych terá dado a bebida alcoólica ao filho Zakha para poder celebrar durante um período de férias na Rússia. Quando se apercebeu que o filho estaria a ficar doente, a mulher terá levado a criança ao hospital na cidade de Shebekino quatro vezes na mesma semana, mas recusou sempre deixá-lo internado a receber tratamento, segundo avança uma publicação do jornal britânico The Sun.

A equipa médica da unidade hospitalar descobriu que o bebé estava com uma infeção viral, sugerindo que ficasse internado mas a progenitora terá dito que “preferia cuidar da criança em casa”, segundo a mesma fonte.

De acordo com a autópsia feita, a morte do bebé terá sido causada pela infeção viral.

O padrasto do bebé, Mikhail Yarych, está também a ser alvo de investigação, enquanto cúmplice do crime de negligência e homicídio

CM