A Polícia, na província de Nampula, alerta os automobilistas para que se abstenham de comportamentos, que possam atentar contra a segurança rodoviária.

O porta-voz da PRM em Nampula, Zacarias Nacúti, diz que a corporação não vai tolerar, sobretudo nesta quadra festiva, desordens no trânsito, particularmente, nas ligações inter-provinciais.

Nacúti reagia desta forma a uma questão da AIM que constatou em alguns terminais, segunda-feira, situações de superlotação de mini-autocarros de transporte semi-colectivo com capacidade para 15 passageiros, lotados com cerca de 25.

“A PRM já avisou para que as tripulações abstenham-se desses comportamentos perigosos. Contudo, estamos posicionados nos controlos de saída da província e lá serão autuados”, disse.
O porta-voz da PRM em Nampula apelou para que os cidadãos optem por uma conduta cívica e de urbanidade, particularmente, durante esta quadra festiva.

“Pedimos que a população seja vigilante e colabore com as autoridades, denunciando qualquer situação que configure violação à lei. Apelamos, especialmente, aos pais para que estejam atentos aos seus filhos para que não façam uso, de forma indiscriminada, de objectos pirotécnicos, pois podem provocar acidentes graves’, afirmou.

Zacarias Nacúti alertou também aos utilizadores do mar para que observem as recomendações das autoridades, pois a época chuvosa exacerba os perigos.

A AIM interpelou alguns transportadores inter-provinciais, que operam a partir de Nampula para a zona do litoral, nomeadamente, Nacala-Porto e à Velha e Ilha de Moçambique, onde se exige mais ordem nos terminais, que se queixaram de algumas irregularidades.

“Estamos muito mal. Primeiro, ao contrário dos que operam para a zona noroeste da província e sul do país, para o litoral cada um carrega onde quer, sem respeitar a fila. Assim, estou aqui na estação dos CFM, zona centro da cidade, mas na Total, padaria Nampula e Petronas, estão a carregar, peço que resolvam isso”, disse o transportador Nelson Francisco.

A equipa da AIM, esteve, igualmente, na chamada estação dos Caminhos de Ferro (CFM) cuja rede ferroviária é operada pelo Corredor de Desenvolvimento do Norte, CDN, onde encontrou uma enchente de pessoas interessadas em viajar.

Responsáveis da CDN disseram à AIM que os comboios estarão ao serviço dos interessados, sem qualquer interrupção nesta quadra festiva.

A CDN opera um comboio de passageiros ligando a cidade de Nampula à cidade de Cuamba, Lichinga e Entre-Lagos, na província do Niassa.

Jornal Notícias