Um ex-militar que se fazia passar por agente da Polícia da República de Moçambique (PRM), para extorquir cidadãos, foi detido em Maputo.

Junto com o indiciado que pertenceu ao 28º curso da formação básica foi apreendido uniforme militar. Para além do fardamento usava rádio e cédula militar para extorquir cidadãos.

O cidadão, foi desmobilizado em 2015, mas guardou o uniforme das Forças Armadas em casa. O indiciado assume ter, por diversas vezes extorquido, cidadãos na avenida Marginal em nome da polícia.

A operação teria começado nos meados de 2016 quando tentou entrar na Escola de Formação Prática de Matalane, para seguir a carreira policial que tanto ambiciona, sem sucesso.

Segundo a polícia com indiciado foram encontrados documentos de um cidadão que há 2 anos sofreu assalto em sua residência o que indicia sua participação no assalto.

Folha de Maputo