Um mês depois de ter iniciado o julgamento do caso ataques armados em Cabo Delgado, e Depois de terem sido ouvidos 114 arguidos acusados de participação nos crimes contra as populações e a organização do Estado, o Tribunal Judicial da província conseguiu descobrir a origem e as motivações do grupo que continua assassinar cidadãos civis em aldeias remotas.

O grupo já está identificado, mas o Tribunal não pode revelar a verdade para não interferir no julgamento.

O julgamento ainda está longe do fim, no entanto, o Tribunal promete concluir as principais etapas, em Dezembro próximo.

O processo 32/2018, conta com 189 arguidos, mas alguns acabaram perdendo a vida antes de serem ouvidos pelo tribunal.

O País