A Renamo está reunida desde a quinta-feira, na Serra da Gorongosa em Sofala, em VI sessão ordinária do Conselho Nacional.

Nesta reunião a Renamo pretende essencialmente   definir as diretrizes do congresso e  marcar a data e local da realização do mesmo, que terá como seu ponto mais alto a eleição de novo presidente deste partido, tendo em conta que Afonso Dhlakama, que era o líder do partido, morreu em Maio deste ano.

O porta-voz deste conselho nacional da Renamo garantiu que  nesta sexta-feira as datas e local onde será realizado o congresso serão conhecidos.

A sessão de abertura foi presidida pelo líder interino, Ossufo Momade, que pediu aos presentes para estarem unidos rumo às eleições gerais e provinciais  de 2019.

Quanto ao actual ambiente político do país, Ossufo Momade queixou-se de alegados ilícitos eleitorais nas recentes eleições autárquicas e na sua opinião houve um silêncio cúmplice de quem de direito.

Nesta reunião para além dos cerca de 100 membro do conselho nacional, tomam parte da mesma, como convidados, vários membros deste partido, com destaque para  Elias Dhlakama, irmão de Afonso Dhlakama, e Bernardo Matsangaissa, sobrinho de André Matsangaíssa, primeiro comandante em chefe da Renamo.

O País