Um indivíduo encontra-se detido no posto policial do distrito de Magude, província de Maputo, acusado de ter assassinado uma idosa com recurso a arma de fogo.

O jovem, de 36 anos de idade, teria alvejado, mortalmente, uma anciã de 61 anos de idade, alegando que a mesma teria matado o seu pai usando magia negra.

Fernando Manhiça, porta-voz da Polícia da República de Moçambique (PRM) apela à população para que abandone estas práticas, pois não nos dignificam, e constituem crimes puníveis nos termos da lei moçambicana.

Folha de Maputo