O delegado distrital da Renamo, em Montepuez, na província de Cabo Delgado, foi encontrado morto, na segunda-feira, três dias depois de ter saído de casa com uma motorizada que havia pedido emprestada ao secretário do bairro Ncoripo, supostamente com objectivo de realizar uma viagem para a sua machamba.

Segundo a Policia, o corpo de Assane Luciano Alfredo, de 35 anos foi achado a flutuar no rio Muatipane, na aldeia Nicuapa, há 30 quilómetros da vila de Montepuez.

A Polícia tomou conhecimento do seu desaparecimento no dia 25 de Novembro corrente quando o proprietário da motorizada, decidiu denunciar as autoridades ao notar a demora do regresso da vítima, e feitas diligências foi localizado o homem esta segunda-feira, mas sem vida e sem roupa, a flutuar no rio, onde também foi encontrada a motorizada, confirmou o Porta-voz da Policia, Augusto Guta.

De acordo com a fonte, supõem-se que o finado tenha perdido a vida por afogamento, no entanto, as autoridades estão a procura de quatro suspeitos envolvidos no crime e estão a investigar se a sua morte esta ou não relacionada com as ameaças que a vítima recebeu dos membros da Renamo, durante as últimas eleições autárquicas.

“Para além de buscas aos suspeitos na morte de Assane Alfredo, estamos a investigar o possível envolvimento dos membros do seu partido, que chegaram a espancar por alegadamente ter sido responsável pela derrota da Renamo na vila de Montepuez”, disse Guta.

Recordar que em Outubro último, supostos membros da Renamo, manifestaram-se nas ruas de Montepuez, contra os dirigentes do seu partido, por supostamente terem sido corrompidos durante as últimas eleições autárquicas.

O País