A Polícia da República de Moçambique (PRM) em Inhambane abortou uma suposta tentativa de assalto a uma agência do Millennium Bim, no sábado (18), na cidade da Maxixe. Em conexão com o crime, dois indivíduos encontram-se privados de liberdade.

Segundo Juma Aly Dauto, porta-voz da PRM no comando provincial de Inhambane, disse que os dois suspeitos faziam parte de um grupo de quatro indivíduos, dois dos quais a monte.

Os que caíram nas mãos da corporação “já se encontravam no interior das instalações” e os restantes a monte permaneciam no carro a controlar o movimento de transeuntes.

Foi nessa altura, disse a fonte, que eles se aperceberam da presença da Polícia e fugiram sem deixar rasto. Mas a Polícia já está no encalço dos mesmos. Na operação, foi recuperada uma viatura e confiscados 17 cartões bancários, que de acordo com o agente da lei e ordem eram usados para burlar cidadãos incautos.

Juma Dauto alegou que o grupo partiu da cidade de Maputo para Inhambane com o objectivo de protagonizar o referido assalto.

Os detidos alegaram que são inocentes. Um deles contou que a sua prisão se deveu ao facto de ter sido contactado por alguém das suas relações para vender uma viatura.

@Verdade