Pela primeira vez, na história da aviação, Moçambique passa a contar com uma mulher comandante de aeronave comercial.

O feito pertence a Admira António que, desde Junho corrente, cometeu a proeza de passar para o comando das aeronaves do tipo Embraer 145 da MEX – Moçambique Expresso, subsidiária da LAM – Linhas Aéreas de Moçambique.

Uma nota de imprensa da LAM, companhia de bandeira nacional, a que o Notícias Online teve acesso, revela que o início deste facto inédito data de 2013, ano em que se iniciou a carreira da ora Comandante Admira, na Mex, onde até ao primeiro semestre do ano em curso era Co-piloto, sempre de aeronaves Embraer 145.

Fruto da sua boa performance, excelente desempenho profissional, óptimas pontuações feitas pelos comandantes com os quais realizou os voos, óptimos resultados nos actos de formação e tendo contabilizado mais de 3.500 (três mil e quinhentas) horas de voo necessárias para se habilitar a concorrer para comandante, Admira António acabou tendo um parecer favorável para comandante.

Este desempenho, refere o comunicado, “deu ainda consistência a então possibilidade de uma mulher moçambicana ter o comando de aeronave, isto é: sentar-se do lado esquerdo da aeronave, durante o voo e ser a principal responsável pelas decisões”.

O percurso de Admira António até chegar a comandante de avião iniciou em 2011 quando, às expensas dos pais, frequentou o curso de aviação na Lanseria Flight Centre, da África do Sul, onde fez as primeiras 35 horas de voo.

Em 2012 integrou o grupo de Cadetes da MEX – Moçambique Expresso que participou no curso para Pilotos Particulares de Aeroplanos, tendo nessa ocasião somado mais 26 horas de voos.
Ainda em 2012 e de novo com os pais a investirem na formação da filha, Admira aumentou as suas horas de voos antes de se juntar novamente aos Cadetes da MEX que foram à formação na South African Flight Training Academy, da África do Sul que permitiu obter a licença de Piloto Comercial de Aeroplano.

Em Janeiro de 2013, foi à França fazer a especialização “Type Rating” para pilotar as aeronaves do tipo Embraer 145, na qualidade de Co-piloto.

Jornal Notícias